Charles do Bronx aposta no jiu-jitsu para nova vitória no UFC
Escrito por Rafael Lavô    Qua, 10 de Dezembro de 2014 10:06    Imprimir


Brasileiro encara Jeremy Stephens nesta sexta-feira, dia 12 de dezembro, buscando a terceira vitória seguida na categoria peso-pena

Charles do Bronx é o representante brasileiro no card do TUF 20 Finale, que acontece na noite desta sexta-feira, dia 12 de dezembro, em Las Vegas, nos Estados Unidos. Na noite que coroa a primeira campeã peso-palha da organização, o brasileiro também tem como foco um "título" particular: bater o oponente Jeremy Stephens e figurar entre o Top 10 da categoria peso-pena (até 66,1kg). Para isso, a confiança está no jiu-jitsu.

O jogo de chão de Charles lhe rende uma marca impressionante: toda vez que venceu no octógono, seis vezes no total, a luta terminou em finalização do paulista. Assim, ele já faturou cinco bônus do UFC entre Finalização da Noite e Performance da Noite, além de mais dois prêmios por Luta da Noite. Com sete conquistas, Charles só fica atrás de Anderson Silva no total de conquistas de bônus na organização entre os lutadores brasileiros - "Spider" tem 12 prêmios.

"O Stephens é da trocação, é um cara duro, mas estou muito confiante no meu jiu-jitsu. Gosto de dar show para os fãs com meu jeito de lutar, que é de sempre acabar com a luta o mais rápido possível. É isso que vou buscar em minha próxima luta", conta Charles, faixa-preta de jiu-jitsu, sem ligar para o favoritismo do adversário. "Tem um monte de gente dizendo que ele é o favorito, mas não tem essa. Vamos definir isso quando a porta do octógono fechar".

Em suas últimas lutas, todas em 2014, Charles do Bronx finalizou Andy Ogle e Hatsu Hioki. A terceira vitória pode colocar o brasileiro em um patamar inédito para ele: o Top 10 da categoria. Atualmente, Stephens ocupa a 10ª posição no ranking oficial do UFC entre os penas, quatro posições na frente de Charles. "Ele é o adversário ideal para eu vencer e ficar bem posicionado no ranking", confia.

Admiração pelo oponente

Quando estreou no MMA profissional, em 2008, Charles do Bronx já acompanhava os combates de Jeremy Stephens no UFC. O norte-americano lutou pela primeira vez no octógono em setembro de 2007, e entrou em ação 18 vezes mais. Tanta história enche Charles de alegria. Enfrentar um veterano da organização motiva o brasileiro.

"Sou fã do Stephens. Ele é um dos melhores que vejo na divisão. Admiro o trabalho que fez e ainda faz no UFC. Suas lutas são sempre muito boas, e comigo não será diferente. Será uma batalha, e me preparei muito para isso. Lutar com o Stephens me empolga", revela o atleta dono de um cartel de 18 vitórias e quatro derrotas, além de um No Contest.

Para estar pronto para a batalha com Jeremy Stephens, Charles do Bronx se preparou alternando os locais dos treinamentos entre a Do Bronx Gold Team, sua academia localizada no Guarujá, e a Chute Boxe Diego Lima, na capital paulista, onde treinou acompanhado por Lucas Mineiro, Thomas Almeida e Felipe Sertanejo, também atletas do UFC. Os head coaches Ericson Cardozo e Jorge Patino "Macaco" comandaram o camp.